quarta-feira, 29 de março de 2017

Quando os teus filhos não se calam com os peluches da quinta!


O Lidl volta a "obrigar" milhares de pais a irem às compras todos os dias e até várias vezes ao dia. Lá em casa, pelo menos, é assim: sempre que chego com novas carteiras de cartas didáticas e pontos, a princesa pergunta logo se já pode ir trocar pelo porquinho ou pela ovelhinha... e a seguir agarra no álbum para ver se ainda lhe faltam muitas cartas. 

A sorte, ou azar, é que ainda temos até dia 4 de junho para terminar o álbum da quinta e a coleção de peluches, mas podem apostar que a meio de maio vão haver muitas mães e pais a pedirem pontos ou para trocar cartas repetidas. 

Informações úteis sobre a campanha "Os Amigos da Quinta": 
- Por cada €10 em compras, os consumidores recebem uma saqueta com um ponto e também uma das 36 cartas didáticas disponíveis para completar o álbum que inclui factos sobre a quinta, passatempos, um jogo de tabuleiro e uma mica para guardar a coleção de cartas;

Os oito peluches que compõem a coleção - vaca, porco, galinha, bode, cão, burro, ovelha e cavalo - podem ser adquiridos individualmente através de duas modalidades: com 6 pontos e €9,99 adicionais ou 14 pontos e €2,99 extra, sendo que os consumidores podem escolher o animal que quer levar consigo para casa.

terça-feira, 28 de março de 2017

Quando estás de dieta e passas o dia a pensar: peso-me ou não me peso?


Quantos de vocês também estão em dieta?

E quantos já se debateram com o dilema da balança?

Quando é que ele surge? Dois dias depois de começarmos? Ou uma semana porque é um número mais redondo? 

E vale mesmo a pena saber o peso antes de ir à nutricionista? Ou mais vale comparar valores segundo a mesma balança e só no dia da consulta?

Eu fiz ontem uma semana e ainda não me pesei e não me medi... por um lado por medo que os valores não correspondam ao esforço; por outro por temer que isso me possa desmotivar de alguma maneira...

Mas a curiosidade é tanta... vou tentar aguentar até à próxima segunda-feira. Serei capaz?

Sem planos para amanhã? Tenho uma sugestão: Think Pink!


Amanhã era um bom dia para compras... ups, esqueçam, não queria começar assim, porque na verdade, qualquer dia é bom para compras, isto se a carteira ajudar, claro... 

Mas se não ajudar podem sempre aproveitar simplesmente para beber um cocktail, ver umas montras, acompanhar as tendências, sonhar um bocadinho, encontrar amigas, ouvir boa música e até quem sabe dançar e isto sem gastar muito ou quase nada. Quando? Onde?

Vou contar tudo o que precisam de saber: amanhã realiza-se a 4.ª edição do Pink Day, na Rua Castilho, em Lisboa, a maioria das lojas vão estar abertas das 10h às 20h e cada uma terá ativações diferentes que vão desde o universo da beleza à saúde e moda, passando pelo gourmet e degustação, lançamento de coleções flash, cocktails e música. 

Além disso, ainda tem uma vertente solidária, ao ser possível doarmos produtos à Mercearia Social e conhecer melhor este projeto.

Vale a pena, sobretudo porque o sol está de regresso à nossa capital linda. Enjoy!

P.S. Super importante com as lojas e marcas que vão aderir ao evento: 
Edifício Castil, Castilho 71, Clínicas Viver, Empark, Gerard Darel, Karen Millen, JLL, Ldlx, Loja das Meias Stock Off, Max&Co., Mentol, Óticas OCR, Os Patinhos, Paralelo 45, Perfumes e Companhia, Premier Tax Free, Roselyn Silva Atelier, Scalla Imobiliária, Stefanel, Tingas/Scarpin, Veste Couture, Vip Executive Hotel Diplomático e Weill.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Fazer dieta por tudo, mas sobretudo por ti própria


Quando fui desafiada a experimentar a Dieta Emagril, confesso que ao início estava um pouco cética. Depois de tantas dietas e de tantas tentativas de regressar ao ginásio e à atividade física, acabava sempre por desistir a meio do longo caminho que sabia que tinha de percorrer. 

As desculpas são sempre muitas: ou é o horário do trabalho que não permite levar comida de casa; ou os miúdos que estão doentes e temos de ser enfermeiras a full-time; ou mudamos de casa e andamos com outras preocupações; ou o baby não dorme de noite e não conseguimos acordar a tempo da aula do ginásio; ou vamos a um aniversário e adotamos a postura do "é só hoje"; ou simplesmente acabamos por fraquejar, perder o foco e não há aquele incentivo de fora que muitas vezes é tão importante. 

Podem achar que este é o típico post pago que uma qualquer blogger decide escrever só porque vai receber por isso, mas o que é certo é que estão a anos luz da verdade. Aqui a realidade é só uma, a realidade de uma recém-mãe (ou já não tão recém porque o baby já tem 13 meses) que quer muito sentir-se mais saudável e com mais energia e óbvio com menos quilos e até com mais facilidade em comprar roupa e em se olhar ao espelho. 

Comecei há uma semana e tenho de confessar que a dieta não é fácil para quem quer realmente ver resultados e já tive vários momentos de fraqueza, sobretudo à noite, mas o facto de saber que daqui a uma semana tenho consulta e de que há pessoas que têm uma grande expectativa em ver os números da balança a baixarem (além de mim, claro), tem feito com que feche mais vezes a boca e opte por alternativas menos calóricas. Nem que seja um snack de cenoura a meio da noite quando o baby Pedro acorda ou uma gelatina mesmo antes de ir dormir para enganar o estômago. 

Além da nutricionista que ajuda na parte da dieta, há ainda a regra de ir ao ginásio duas vezes por semana. Confesso que na primeira semana só cumpri uma ida, mas nesta planeio compensar. Fui hoje e já me mentalizei que terei de ir mais duas vezes ou fazer mais uma caminhada. 

E para me dar uma ajuda extra - e digo-vos que neste processo todas as ajudas são preciosas - tenho dois suplementos simples de tomar: um drenante (Dieta dos Anéis - Detox Plus) diluído num 1,5l de água para beber ao longo do dia que ajuda a eliminar toxinas e a facilitar o bom funcionamento intestinal e uns comprimidos para tomar antes do pequeno-almoço, almoço e jantar que além de reduzir a fome ainda diminui a retenção de líquidos e o volume corporal.

Já sei que o que querem mesmo saber é se já noto diferenças... e a resposta é sim. Dois dias antes de começar a dieta tinha comprado umas calças de ganga com alguma elasticidade e que estavam no ponto (tamanho 44 da Primark), hoje nota-se que estão largas e sempre a descaírem. Sinceramente, acredito que se for experimentar o 42 talvez já sirva, um pouco apertado, mas estamos no caminho certo. A nível da barriga deixei de usar uma cinta que usava desde o nascimento do Pedro porque já não tenho tanto volume e começo a sentir-me melhor comigo mesma. 

Agora o caminho é só numa direção: going down!!!

sexta-feira, 24 de março de 2017

O maior desafio: fugir aos "pequenos-almoços" noturnos

Crédito: Pinterest

Sabem quando acordam de manhã cheios de fome? E quando chegam à cozinha e só conseguem pensar no pequeno-almoço? Mesmo que não seja um pequeno-almoço de hotel com fruta, cereais, panquecas, sumos, café e ovos mexidos, a verdade é que esta é uma das refeições mais importantes do dia. E eu sempre fui sua fã nº1. 

O problema é que desde que o baby Pedro nasceu que eu passei a tomar mais pequenos-almoços do que o costume. Primeiro porque ele acordava de 1h30 em 1h30 para mamar e eu ficava com uma fome de leão quando isso acontecia; depois porque ele passou a acordar de 3h em 3h para beber leite e eu continuo a sentir fome assim que salto da cama... e, normalmente, são sempre coisas más que me apetecem - leia-se bolachas, bolos, batatas fritas e outras tentações começadas ou não pela letra "b".

Agora que estou em dieta há cinco dias, confesso que essa tem sido a parte pior, o fugir dos pequenos-almoços noturnos. As batatas fritas já não entram na despensa para não haver tentações irracionais; há menos bolachas e bolos, sendo que apenas as Maria estão mais "acessíveis"; passei a ter tostas integrais para resolver possíveis acessos de gula, sendo o limite 1/noite; e se estiver mesmo desesperada por "açúcar" há sempre gelatina light no frigorífico. 

Até agora tem sido muito difícil resistir, mas acho que aos poucos o meu organismo se vai habituar às novas rotinas e deixar de "pedir" tantas calorias como até aqui, sobretudo à noite, que é o preciso momento em que não devíamos comer tanto. Por algum motivo há estudos que garantem que quem dorme bem sofre menos de excesso de peso ;)

A sorte é que a dieta que estou a seguir se adapta aos meus horários e algumas das dicas da gelatina e afins têm ajudado. Além disso, ainda há outra coisa boa, o suplemento que tomo antes das refeições reduz o apetite, logo também reduz a quantidade de comida que acabo por ingerir ou sentir necessidade de ingerir. 

Faltam 10 dias para a nova consulta e começo a sentir-me nervosa em relação à balança....

quinta-feira, 23 de março de 2017

Eu juro que só ia ver um quadro para a sala


Já vos aconteceu entrarem numa loja só para verem uma coisa e acabarem a querer trazer a loja inteira? A mim está-me sempre a acontecer e quem não acha piada nenhuma é o extrato bancário (e o marido)...

A última vez foi na nova Kare Design de Campo de Ourique. Eu juro que ia mesmo só ver um quadro para a sala para tapar as quatro ou cinco marcas de quadros anteriores. 

Já tenho algumas opções na lista, mas o problema é que entretanto vi tantas outras coisas giras para a casa nova. Isto de mudar de casa tem a grande vantagem de podermos alterar um pouco a decoração e a disposição dos móveis e até de comprar umas coisinhas novas, o problema é quando nos apetece trazer a loja...





quarta-feira, 22 de março de 2017

Quando percebes que estás no caminho certo


Parece que o meu corpo está a começar a sentir que houve uma mudança...

Depois de um primeiro dia de dieta cheio de energia, o segundo trouxe algum desalento. 

Senti fome. 

Não que esteja a comer pouco ou mal, mas porque o meu corpo estava habituado a outro tipo e quantidade de calorias e também a doces e salgados que agora não tem. 

Acabei por comer umas bolachas de fibra que não estavam na dieta prescrita, mas resisti aos chocolates que era o que na verdade me apetecia. 

Hoje é o terceiro dia da Dieta Emagril e começo a ver que as calças estão ligeiramente mais largas e a barriga menos inchada. 

Acho que é o incentivo certo para esquecer o dia dois e o difícil que foi resistir àquele bolo... ahahah

terça-feira, 21 de março de 2017

Mudámos de casa há duas semanas e ainda....


... vejo caixas no hall de entrada e na sala; o quarto do Pedro continua por pintar, a cama/sofá por montar e as cestas por organizar; ainda não há cortinados no nosso quarto e os da sala têm de ser subidos uns centímetros; a arrecadação mantém-se "atulhada" e por organizar; a caixa do correio está cheia de correspondência que não é nossa; ainda há janelas e estores com pó e cores duvidosas; há quadros, jarras e outras "tralhas" ainda sem destino definido; e há uma mãe e um pai cansados e duas crianças super eufóricas e com pilhas "Duracel".

Diria que nos esperam umas longas semanas (quiçá meses) de trabalho árduo e organização...  

segunda-feira, 20 de março de 2017

A ti que queres perder os quilos da gravidez e não sabes como...


Passamos a gravidez a desculpar as calorias que comemos em excesso com "o bebé precisa", "são os desejos", "é só hoje (e todos os restantes dias)", "são as hormonas"...

Depois o bebé nasce e durante imenso tempo andamos tão distraídas com as maravilhas da maternidade e com as coisas menos maravilhosas - cólicas, noites em branco, cansaço, insónias, fraldas, banhos, consultas... - que nos esquecemos de nós e daqueles quilos extra que ficaram.

Se amamentamos damos a desculpa do "não posso fazer dieta porque pode prejudicar o leite do bebé..."; se não, dizemos sempre que fomos mães recentemente e que temos tempo...

E quem nos ouve adota o mesmo tom paternalista... passa-nos a mão pela cabeça e diz-nos para nos centramos primeiro no bem-estar do bebé. 

O problema é que deixamos de dar de mamar, voltamos ao emprego após o fim de licença, tentamos 300 dietas diferentes, inscrevemo-nos no ginásio, ao qual vamos durante 10 dias de seguida para depois esquecermos a sua morada, andamos numa luta entre o perde 500 gramas, ganha 1kg e entre o "vou conseguir" e o "vou desistir".

Ainda se lembram do meu início de dieta antes do Natal? Eu não, porque entretanto já tive tantos fins e recomeços que lhes perdi a conta....

Por isso, resolvi pedir ajuda e fui hoje à Yellow Nature. Já tenho um plano de dieta da Emagril que, curiosamente, não me parece assim tão difícil de cumprir; tenho um drenante para ajudar a eliminar os líquidos e a desintoxicar o organismo ao longo do dia e ainda um suplemento da chamada "Dieta dos Anéis" (Nutriflor) que me vai dar uma ajuda no controlo do apetite e do metabolismo. 

Resumido, hoje é dia de ir ao supermercado abastecer a despensa e o frigorífico de legumes, fruta, iogurtes magros, queijos light e outras coisinhas super saudáveis. 

O objetivo não é perder peso de um dia para o outro e muito menos ver isto como uma dieta rigorosa e limitada no tempo. O objetivo é adotar estes cuidados alimentares e fazê-los parte das minhas rotinas. Não quero ver um bolo e pensar "ohhh não te posso comer porque me vais fazer engordar"; quero antes dizer que não o vou comer porque me vai fazer mal. 

Como Sérgio Godinho cantava "hoje é o primeiro dia do resto da tua vida..."

domingo, 19 de março de 2017

Trabalhar ao domingo não é fácil, mas este domingo está a ser ainda mais difícil


Dia do Pai, um sol lindo lá fora, e os príncipes a aproveitarem a tarde com o papá no Clube UNESCO - Hípica de Oeiras rodeados de animais e de um ambiente super campestre só dá vontade de largar tudo e voar para lá...

A maioria dos domingos que trabalho já não são fáceis por não poder estar com os meus amores, mas hoje não podia ser mais difícil...

quarta-feira, 15 de março de 2017

Kit de sobrevivência para pais modernos


Com o Dia do Pai quase aí, é bom confirmar que os pais portugueses estão mais empenhados e dedicados aos pequenos príncipes. No entanto, ainda sabe a pouco quando vemos que apenas metade deles trocam fraldas diariamente ou que 12% não participa nas rotinas diárias de cuidado do filho...

Para os que são a maioria neste estudo da Dodot, o meu obrigada, em nome das mamãs; para os que ainda não estão, acho que está na hora de mudarem porque na verdade se há alguém que está a perder no meio disto tudo são vocês. 


Os babies crescem tão rápido que num instante estão a entrar no colégio, a dar os primeiros passos, a deixar o biberão e a chucha e a dizer as primeiras palavras. Se não estivermos lá, as memórias também não vão estar, nem na vossa vida e muito menos na dos vossos príncipes. 


E como ontem comecei a ler um livro que é mesmo "top", sobretudo para os super pais, aqui fica uma sugestão para celebrar o próximo domingo. E não tenham receio que eles não leiam. Além de ter um toque de humor, "O Pai é Top" está dividido em crónicas curtas e com as quais quase todos nos identificamos. 


Sabem aquele dinheiro que gastámos assim que soubemos que estávamos grávidos? Aquela casa e aquele carro maiores que comprámos porque nos disseram que era preciso? Aquele colégio caro que escolhemos e que depois percebemos que não fazia falta? É disso e de mais uma centena de temas giros que se faz este livro da autoria de um pai super cool que nunca teve um pai para seguir de exemplo, mas que diariamente se desafia. 


E já agora, não menos importante: sejam presentes, façam (se as costas permitirem) o avião com o vosso filho nos braços; cantem e dancem sem pensar que a vizinha está a ver as vossas "figuras"; e sentem-se no chão da sala a fazer legos mesmo que tenham acabado de chegar a casa, cansados e sem jantar... há umas "mini criaturas" que vão agradecer e muito!

Resultado do passatempo do Dia do Pai


O passatempo de Dia do Pai em parceria com a Mr. Wonderful terminou e já temos uma vencedora. 

Muitos parabéns Maria Ferreira!

Vou enviar-lhe um e-mail de seguida :)



segunda-feira, 13 de março de 2017

Quando eles não querem que os pais saiam de casa


Com todo o cenário de mudanças e arrumações em curso há mais tempo do que o desejável, este domingo, a mamã e o papá decidiram que deviam sair só um bocadinho do ciclo "arruma-organiza-brinca-cozinha" e dar um pulo à Moda Lisboa para espairecer. 

Recrutámos os avós para fazerem babysitting, explicámos que não íamos demorar muito e que os avós lá estavam para brincar com eles. 

A princesa não achou nenhuma piada à ideia até porque estava a ver um filme gravado na box e, segundo ela, «os avós não sabem passar o intervalo para a frente», ou seja, uma seca... {nota-se mesmo que nasceu na geração da TV por cabo e das box's, pois eu lembro-me tão bem de ser miúda e ter de aguentar os intermináveis intervalos cheios de publicidade e não havia nada a fazer, a não ser aproveitar esses momentos para brincar um bocadinho enquanto fazia tempo que o filme ou série recomeçasse.} 

Mas foi no momento em que chegámos à parte de "os papás vão sair" que ela mostrou que não gostava mesmo nada da ideia e como forma de protesto colocou-se a "travar" a porta. O baby Pedro resolveu imitá-la, numa espécie de protesto solidário, visto que ele na verdade não estava a perceber o que estava a acontecer. 

Óbvio que ficamos de coração nas mãos, mas estávamos mesmo a precisar de uma "fuga" a dois. E a parte boa no meio disto tudo - além do espairecer - foi o regresso. Estavam os dois em pulgas para nos saltar para o colo. E isso não preço. 

sexta-feira, 10 de março de 2017

#Mr.Wonderful: um giveaway especial para os super pais


Já trataram das prendinhas para o Dia do Pai? Se não, não se preocupem que nós pensámos em tudo e temos um giveaway original para os super pais. Em parceria com a Mr. Wonderful vamos oferecer uma destas três propostas que a marca tem para celebrar esta data. O vencedor poderá optar entre o "livro para um pai maravilhoso que merece tudo e um pouco mais"; um kit de duas canetas para os "pais com criatividade sem fim"; ou uma caneca "do pólo norte ao pólo sul, não há pai como tu". 

Para participar, basta seguir o perfil do Mr. Wonderful Portugal no Instagram, assim como do Marcas Avant-Garde; partilhar o passatempo numa rede social; preencher o formulário abaixo; e aceitar receber a newsletter da marca repleta de sugestões para diferentes gostos, carteiras e ocasiões. Simples, não? 

Só é válida uma participação por pessoa/perfil e para que a prenda chegue a tempo do Dia do Pai, há que participar até dia 14 de março. Boa sorte!


quarta-feira, 8 de março de 2017

#Primark: propostas de Páscoa que já cheiram a verão


Quem me conhece sabe que sou fã da Primark (eu e mais de metade dos portugueses), ou não fossem as propostas da marca sempre cheias de pinta e com pouco impacto na nossa carteira. 

Quantas vezes não entro na loja só que porque sim e saio de lá cheia de sacos. Tento nunca trazer nada "desnecessário", mas a verdade é que há sempre qualquer coisa irresistível e que dá para antecipar a nova estação. 

Hoje partilho algumas propostas da coleção Easter, mas que já cheiram a verão <3 

 




terça-feira, 7 de março de 2017

Mulheres que querem voltar a ser mães 10, 15 e até 20 anos depois do primeiro filho


Recentemente escrevi um post relacionado com a diferença de idades entre filhos e confirmei algo que já suspeitava: há cada vez mais mulheres a decidirem voltar a ser mães quando os primeiros filhos já têm 10, 15 e até 20 anos.

Umas porque foram mães muito novas e não planeavam ter mais filhos, mas mais tarde, com outra maturidade, tempo e paciência, mudaram de ideias; e outras porque a vida não lhes permitiu realizarem o sonho de ter mais filhos, quer pelo fator dinheiro (ou falta dele) ou porque simplesmente não conseguiram voltar a engravidar, e que com 30 ou 40 anos conseguiram a estabilidade que lhes possibilitou a concretização desse desejo.

Sinceramente, acho inspirador. Até porque imagino que não seja a mesma coisa ter e criar um filho com 20 anos ou com 30/40. A experiência de vida e a própria vida mudam-nos e mudam a nossa forma de saborear as experiências.

E para quem é defensor de pouca diferença de idades, devo dizer que eu própria tenho 10 anos de diferença do meu irmão e sinceramente adoro a relação que temos. Na infância era super preocupado comigo, na adolescência era quase um segundo pai que me controlava as saídas e os namorados e na idade adulta um amigo divertido e descontraído com quem passei a adorar conversar. Cumplicidade? Muita. Amizade? Para a vida. Confiança? Cega. 

Apesar de reconhecer que por vezes gostava de ter tido um irmão ou irmã mais próxima a nível de experiências, a verdade é que ter um irmão com mais 10 anos foi a melhor coisa que podia ter "pedido". 

segunda-feira, 6 de março de 2017

Resultado do passatempo de uma estadia para dois na Casa Pinto


Foi um dos passatempos mais concorridos dos últimos tempos e eu percebo bem o porquê. Para mim Monsaraz é dos sítios mais bonitos para uma escapadela a dois e a Casa Pinto é o local de eleição para relaxar de olhos postos num horizonte a perder de vista. 

Parabéns à vencedora: Cláudia Barros




E aproveito para deixar umas dicas de viagem: 
- Visitar a Ermida de São Bento pela vista;
- Beber um café na esplanada do ancoradouro perto de Monsaraz, se o tempo estiver de feição;
- Para almoçar ou jantar sugiro os Templários por ter uma ementa típica da zona e outras alternativas gastronómicas, a que se junta uma vista para o Alqueva e uma varanda com mesas no exterior;
Se quiserem trazer uma recordação, podem dar um pulo a São Pedro do Corval, a capital ibérica da olaria que fica a cerca de 11km de Monsaraz;
- Mourão e as adegas típicas, a nova Aldeia da Luz e o museu e os cromeleques e a fonte antiga do Telheiro são outras ideias nas redondezas;
- O mais importante: perder o olhar no horizonte, respirar fundo e carregar baterias. 

domingo, 5 de março de 2017

O desespero da [interminável] mudança


Sempre que digo que estou em mudanças dizem-me: «que corajosa, com duas crianças tão pequenas...» Sim, coragem não me falta, mas entre emprego, encaixotar, destralhar, desembalar, limpar, organizar e ainda dar uns mimos aos príncipes, acho que a maior coragem nem tem sido assim tão minha. 

O papá sim, tem sido um verdadeiro herói das mudanças. E os avós e os tios têm dado a ajuda extra essencial para conseguirmos ter sempre alguém a brincar e a cuidar dos príncipes e ainda a apoiar toda a questão logística de carregar e descarregar a nossa vida em contra relógio. 

Sempre soube que ia ser difícil, mas nunca imaginei que fosse tanto. Cansaço é o nosso novo nome do meio e sinceramente não sei quantas semanas vou levar até conseguir realmente pôr a casa nova como deve de ser... isto depois de terminarmos de facto a mudança. É que mesmo cinco dias após o início do processo, ainda há muita louça para embalar, candeeiros e prateleiras para tirar e sacos para transportar. 

Se conseguirmos terminar essa parte do processo hoje e conseguirmos dormir lá, acho que abro uma garrafa de champanhe para celebrar... Isto se a encontrar ahahah. Sim porque no meio deste processo já conseguimos perder a pílula da mãe, o biberão da princesa Leonor e o carregador de telemóvel do pai... 

Para os próximos episódios, é rezar para conseguirmos ter net e TV cedo... 


quinta-feira, 2 de março de 2017

O momento em que eles já se começam a divertir juntos

Crédito: Alfredo Rocha - Feeling Photography

No último fim de semana fomos a uma festa muito especial, ultra-secreta e cheia de super-heróis da LEGO e, pela primeira vez, vimos que os nossos príncipes já se começam a divertir juntos. 

No início ela não o largava, numa postura meio protetora de irmã mais velha, mas também meio tímida e exploradora. Passado pouco tempo, já ninguém os parava. Ele ora corria e gatinhava, ora caia e se ria, ora brincava com os Lego duplo ora jogava à bola; e ela ora "voava" com a sua capa especial, ora corria com os balões pela mão, ora comia guloseimas sem parar.

Crédito: Alfredo Rocha - Feeling Photography

Acabámos por ser os últimos a sair da festa e até com alguma apreensão dos príncipes que se pudessem ainda lá estavam ahahah. Mas mal entraram no carro, puff fez-se magia, cada um adormeceu para seu lado, rendidos ao cansaço e deu para os papás também relaxarem um bocadinho. 

Crédito: Alfredo Rocha - Feeling Photography