terça-feira, 23 de agosto de 2016

Férias da blogosfera


Fomos de férias e desta vez resolvi deixar tudo em Lisboa: o trabalho, o blogue, os horários, as rotinas e até as preocupações. 

Decidi fazer uma espécie de detox digital e aproveitar as últimas semanas de férias de verão com o que tenho de melhor na vida, a minha família linda. 

Óbvio que não consegui desligar a 100% do Facebook e do Instagram e de vez enquanto partilhava uma ou outra foto dos príncipes, fosse no Portugal dos Pequenitos, em Coimbra, num piquenique descontraído em Cascais, num churrasco na Estufa Real, a convite do Lidl, ou simplesmente num parque ou num jardim. 

Felizmente não faltaram momentos de diversão e as preocupações e os timings de trabalhos e de posts ficaram literalmente em segundo plano. 

Sinto que pela primeira vez em algum tempo consegui desfrutar dos meus pimpolhos e do maridão. E a melhor parte foi sem dúvida ouvir a princesa dizer vezes sem conta que sou a sua melhor amiga e que gosta muito de mim e ouvir as gargalhas sonoras do baby Pedro... não há nada que pague estes momentos.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

FW'16: se vai às compras fique a saber as próximas tendências


Como hoje está de chuva acho que posso oficialmente começar a falar sobre as tendências para a próxima estação. 

O estilo Hollywood, o corte bob e as finger waves ao nível de cabelos, os colares de pérolas reintroduzidos pela casa Chanel, os padrões náuticos de coleções como Hilfiger e os dourados de estilistas como Balmain, Valentino e Marc Jacobs são algumas das considerações a ter em conta na hora de ir às compras para a próxima estação. 

No entanto, há outras tendências que se reinventaram e que estão de volta como é o caso dos veludos (Valentino), das lantejoulas (Versace), dos estampados psicadélicos (Givenchy), do xadrez (Burberry e Prada) e dos padrões floridos (Dolce&Gabanna). 

A inspiração gótica e a mistura do preto com o dourado (Marc Jacobs), o glam londrino (Burberry) e a mistura de tecidos e texturas como as farripas, as penas, as tachas e as transparências (Valentino) também estão bem presentes nas próximas coleções das grande casas de moda.

Hilfiger

Givenchy

Marc Jacobs

Burberry

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Afinal há uma explicação científica para o meu esquecimento...


Tanto na gravidez da princesa Leonor como do baby Pedro fiquei com a sensação de ter ficado mais esquecida e mais distraída. No entanto, sempre achei que as falhas de memória durante a gravidez e o pós-parto eram um mito que se deviam única e exclusivamente ao cansaço acumulado e à idade. 

Mas parece que estava enganada e que há uma justificação científica para o 'esquecimento de grávida': o cérebro encolhe 7% durante a gestação. Segundo um estudo publicado na revista 'New Scientist', feito com base em exames de ressonância magnética, cerca de 80% das mulheres grávidas queixam-se de maior dificuldade em recordar números de telefone e até de dizerem frases complexas.

Contudo, entre três a quatro semanas após o nascimento do bebé começa a haver uma reversão parcial do tamanho do cérebro, sobretudo das regiões que têm um papel na tomada de decisões, empatia e regulação de emoções, e quando o bebé já tem seis meses o cérebro volta ao tamanho original.

O estudo acrescenta que após o parto, as mães ficam mais corajosas e agressivas do que as outras mulheres e tornam-se mais capazes de suportar situações de stress. Uma possível explicação para esta mudança deve-se à necessidade das mães lidarem com o desafio emocional de cuidar do bebé e protege-lo. 

Please stop the clock, I wasn't ready


Hoje fui dar com o baby Pedro a tentar fugir do tapete de atividades... já estava habituada a vê-lo 'rastejar' para apanhar os brinquedos ou a rebolar de um lado para o outro, mas vê-lo já fora do tapete e com ar de reguila a rir-se do estilo «se não tivesses aparecido já estava de saída», apanhou-me desprevenida. 

Como a Leonor nunca gatinhou, passou diretamente para a fase em que se agarrava a tudo de pé, nem me lembrava que esta etapa podia ser tão cedo. Hoje já tenho de lhe colocar os almofadões à volta para o condicionar à zona do tapete não vá ele bater com a cabeça no chão e amanhã, como vamos de férias, vou estrear o parque. A fera tem mais força e destreza do que eu pensava...

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

#WorkingMom: oito conselhos para facilitar a limpeza da sua casa e ganhar umas horas extra

Quanto tempo é que perdem a limpar e a organizar a casa? Sinceramente, nem sei a resposta a esta pergunta porque parece que é daquelas tarefas que nunca está totalmente terminada, sobretudo quando se tem crianças pequenas. 

Há sempre brinquedos fora do sítio, uma pilha de roupa para engomar, loiça na bancada da cozinha, peças de roupa que ganham vida e se perdem no chão e até camas que nunca se fazem porque passado umas horas são para se desfazer...

Aqui ficam oito dicas para tornar a casa mais amiga das mães e para simplificar as rotinas diárias. Espero que ajudem, pois podem traduzir-se em horas extra para brincarem com os vossos filhos, ou simplesmente para se mimarem um bocadinho, que também faz falta.

1. Faça uma 'To Do List' - Não há nada melhor do que organizar o seu dia com antecedência e com uma lista das tarefas. Se ainda é adepta do papel, o ideal é andar sempre com a lista na mala ou carteira de forma a poder consultá-la ao longo do dia, ir riscando e ir acrescentado coisas importantes. No entanto, se prefere as notificações em tempo real, o telemóvel é melhor aliado. Por isso, use e abuse das suas ferramentas. Além da agenda e alarmes, há ainda app's muito úteis, como o Evernote, o Any.Do ou o Todoist. Há ainda aplicações para controlar o processo de amamentação e a retirada de leite e controlar o peso, altura, sono e mudanças de fralda do baby (My Medela) e para consultar todas as promoções em todas as lojas (Sapo Promos).

2. Rentabilize a ajuda do marido - Sabe aqueles momentos em que o papá está simplesmente a ver TV enquanto dá um olhinho no baby que está a dormir? Aproveite essa altura para lhe pedir ajuda. Dobrar roupa, fazer pagamentos online ou telefonemas importantes, descascar legumes para o jantar ou fruta para a sobremesa são algumas ideias. 


3. Reinvente as refeições - Ter ideias para o almoço e jantar sete dias por semana, vezes quatro semanas por mês, é tudo menos uma tarefa fácil. Uma forma de não perder uma eternidade é reutilizar os ingredientes e aproveitar as sobras. Por exemplo, se fizer uma sopa, coza legumes a mais e faça uma salada russa para o jantar; se tiver peixe a mais desfie o que sobrar e faça uma massa com peixe ou uma omelete para o dia seguinte; se sobrar frango assado faça uma salada e acrescente massa, ovos e queijo; etc.

4. Distribua tarefas. Incutir algumas responsabilidades aos pequenos príncipes é uma boa estratégia para ter menos trabalho. Pode pedir-lhes, por exemplo, para arrumarem os brinquedos ou a roupa nas gavetas e pôr ou levantar a mesa.


5. Caixas e caixotes. Se a sua casa estiver organizada será certamente mais fácil de limpar e mais fácil de encontrar tudo aquilo que os seus filhos lhe pedirem. Quantas vezes não acontece não saber o que responder a uma pergunta do género: «onde está a minha mala de médica?» ou «viste a minha Barbie?». Separar os brinquedos, puzzles e jogos por categorias em caixas transparentes ou cestas com uma placa identificativa; pendurar na parede cestos de tecido para guardar as peças muito pequeninas; no caso das meninas, ter uma caixa grande com várias divisórias para as fitas, laços, óculos, bandoletes e elásticos; e use, por exemplo, malas vintage para guardar roupa que ainda não serve.

6. Não deixe o pó entrar. A maioria das impurezas entram no nosso lar através das janelas e portas. Logo o ideal é combate-las nesses locais, por exemplo, através da colocação de rolinhos ou de tirar autocolantes nas extremidades das janelas e portas.


7. Estender bem significa engomar menos. Engomar roupa é das tarefas que mais abomino, por isso, aprendi algumas estratégias para evitar fazê-lo quando pode ser evitado. Não torcer demasiado a roupa, sobretudo quando está bom tempo como agora, sacudir as peças quando as está a estender no arame, pôr as molas em locais 'escondidos', por exemplo nas costuras, e nunca deixar as peças amarrotadas no cesto ou na máquina durante muito tempo são ótimas ideias para não ter de engomar algumas toalhas, calças de ganga, camisolas de lã e malha e até t-shirts. 

8. Reciclar tudo o que não faz falta. Quantas vezes não sentimos que arrumamos de um lado e desarrumamos do outro? Possivelmente a resposta está na quantidade de coisas que vamos deixando acumulada no fundo do roupeiro, debaixo das camas, em cima da secretária e até na mesa onde comemos. A estratégia é simples: reciclar. Deite fora tudo aquilo que já não usa ou doe a uma instituição de solidariedade.

Futuras mamãs que comem fruta têm filhos mais inteligentes


Mais um estudo e mais uma conclusão que vem dar razão a outros estudos anteriores: comer fruta é super saudável e importante, não só para a nossa saúde, mas também para a dos nossos príncipes. 

Segundo um estudo intitulado Canadian Healthy Infant Longitudinal Development Study, as grávidas que incluem fruta na sua ementa diária têm bebés com melhor desempenho cognitivo, ou seja, mais inteligentes. 


Os benefícios de ingerir mais de uma peça por dia de fruta são comparados aos benefícios que o bebé tem quando fica mais uma semana no útero materno. 

O estudo acrescenta que há um desvio de seis a sete pontos a mais no QI dos babies cujas mães têm o hábito de ingerir três peças de fruta por dia. Contudo, os especialistas deixam um alerta. Também aqui deve haver moderação porque comer fruta em excesso pode ser contraproducente. «A frutose em excesso pode ser depositada em forma de gordura no fígado, é preciso ter cuidado», alerta o obstetra Alberto D'Auria. 

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

#Mihad: como combater rugas, manchas e pontos negros



Sou daquelas pessoas despreocupadas que nunca ligaram assim tanto a aparência, que usa maquilhagem só em casamentos e batizados ou naquelas saídas que já não me lembro quando foi a última e que nunca achou que era assim tão importantes os tratamentos estéticos, sobretudo os de rosto. 

O que é certo é que tanto 'desleixo' tinha que dar frutos e nada doces diga-se de passagem. Depois de duas gravidezes com pouco mais de dois anos de diferença, dois processos distintos de amamentação, sendo que um deles ainda se mantém, um engorda e emagrece e um estica e encolhe da pele e um equilíbrio que se perde, percebemos que estamos mais velhas e com um ar menos saudável. 

Mas parece que não sou a única. Várias amigas e seguidoras do blogue que acabaram de ser mamãs falaram-me do mesmo problema, de como se olham ao espelho e não se reconhecem, das novas fugas de expressão, do ar cansado, da maquilhagem que já não disfarça nada e até do efeito estica e encolhe que funciona tão mal na nossa pele, quase como um balão que se enche e depois se esvazia e que fica cheio de linhas novas e tudo menos estéticas, isto já para não falar das 'tradicionais' estrias.

E porque até o desleixo tem de ser contrariado, disse um basta e resolvi investir em mim antes do regresso ao trabalho e procurei ajuda. Essa é a primeira etapa sempre: procurarmos alguém que sabe tão bem da nossa pele como nós sabemos daquilo em que trabalhamos.



Óbvio que sempre usei cremes, mas às vezes tinha a sensação de que não faziam absolutamente nada e foi isso mesmo que me confirmaram. Como tinha os poros completamente obstruídos, tudo o que tentava era em vão e nem a maquilhagem funcionava como deve de ser.

O primeiro passo foi mesmo uma boa limpeza de rosto para acabar com tudo aquilo que sugava o aspeto saudável da minha pele, sim porque não precisamos de ser modelos para nos sentirmos e sermos bonitas. Além de eliminar os pontos negros e toda a gordura em excesso que temos no rosto, ainda torna a pele mais permeável à hidratação que é essencial para prevenir as rugas e para ter uma pele mais lisa e suave.

Ja o segundo passo é mesmo o que estão a pensar: hidratar, hidratar e hidratar mais um bocadinho. Se têm receio de avançar para cremes anti-rugas fazem muito bem, pois nem sempre os componentes são compatíveis com a amamentação e muitos têm um efeito de esticar a pele, o que num rosto sem hidratação tem um efeito desastroso... Nada melhor do que usar um bom hidratante. 


Mas para nos aconselhar mesmo bem, ninguém melhor do que a especialista em cuidados de rosto que cuidou de mim no Mihad nas últimas semanas e que deixa cinco conselhos essenciais para todas as mulheres, mas sobretudo para aquelas que ainda estão a tentar recuperar da gravidez, do parto, da amamentação, do serem mães, mulheres e donas de casa e que precisam tanto mas tanto de mimos.

Marina Fateixa, massagista e esteticista visagista no spa Mihad,
no Holmes Place da Avenidade da Liberdade, em Lisboa.

1. Devemos aplicar todos os dias de manhã um protetor solar adequado à nossa pele, seja verão, seja inverno porque os raios ultravioleta estão sempre lá e os danos de envelhecimento provocados pelos mesmos também;


2. É essencial limpar a pele do rosto todos os dias à noite com um bom leite de limpeza e um tónico para refrescar porque a poluição e o ar condicionado com o qual contactamos durante o dia danificam a nossa pele. Esta limpeza deve ser vista como a rotina de lavar os dentes;

3. Antes de ir dormir deve aplicar um creme hidratante adequado ao seu tipo de pele porque como a pele à noite está em repouso absorve mais;

4. Ingerir muita água e/ou chá e comer vegetais e fruta rica em água, como a melancia, é a melhor forma de ter o seu rosto hidratado e saudável;

5. Faça uma boa limpeza de pele com alguma regularidade para eliminar as células mortas e os pontos negros e para tornar a sua pele mais jovem e lisa. Depois da 
limpeza evite apanhar sol direto durante uns dois dias e aplique Biafine nos locais mais vermelhos porque desinfecta e ajuda na cicatrização.